Aeroporto Internacional do Recife

aeroporto-internacional-do-rec

O Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes   é o principal terminal aeroportuário do estado brasileiro de Pernambuco. Está localizado no bairro da Imbiribeira, Zona Sul do Recife , na divisa com o município de Jaboatão dos Guararapes. O Aeroporto Internacional do Recife é um dos três aeroportos do estado de Pernambuco que atualmente possuem operações regulares de transporte de passageiros, juntamente com o Aeroporto de Petrolina e com o Aeroporto de Fernando de Noronha.

Situado a 12 Km do Centro do Recife, o aeroporto atende a movimentações de passageiros domésticos e internacionais. Opera 24 horas por dia e seu nome é uma alusão ao fato histórico da Batalha dos Guararapes, ocorrida no período colonial brasileiro sobre os morros de mesmo nome, situados em sua lateral oeste.

Sua construção antecede a II Guerra Mundial, sendo que o conflito serviu para melhorar a estrutura da Base Aérea do Recife e, consequentemente, do próprio aeroporto. No final da década de 1940, o Recife passou a ter grande importância no tráfego aéreo, em meio às aerovias do Atlântico Sul – Europa, pela sua posição geográfica estratégica.

Seu nome oficial foi dado em 2 de julho de 1948, quando o então presidente Eurico Gaspar Dutra assinou o decreto 25.170-A, transformando o Aeroporto do Recife, localizado no Campo do Ibura, em Aeroporto Guararapes. A nomenclatura do aeroporto foi novamente alterada em 27 de dezembro de 2001, pela Lei nº 10.361, que instituiu a denominação de Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes – Gilberto Freyre .

O terminal de passageiros atual conta com uma área de 52,000 m² e capacidade para receber 16 000 000 de passageiros por ano. Já o antigo terminal conta com uma área de 24,000 m² e capacidade para receber 8 500 000 de passageiros por ano. Juntos, os dois terminais tornam o Aeroporto dos Guararapes o segundo maior, em capacidade anual, do Brasil. Além disso, conta com um pátio de 21 posições de aeronaves sendo 11 dotadas de jetways (conectores climatizados); 64 balcões de check-in e 2 120 vagas de estacionamento.

De acordo com a Infraero, o aeroporto possui a segunda maior pista de pouso do Norte/Nordeste, com 3 007 metros de extensão. Ela permite a operação de grande parte das aeronaves, recentemente reformada em 2014, ficando atrás apenas da Pista do Aeroporto de Petrolina, que possui 3250 metros.

Considerado o terceiro melhor aeroporto do Brasil e o décimo melhor da América do Sul, de acordo com o ranking 2016 da Skytrax, é o aeroporto com o maior número de destinos do Norte-Nordeste . De acordo com a lista dos mais movimentados aeroportos do Brasil, é o décimo mais movimentado, sendo o segundo no Nordeste, além de sétimo do país em voos internacionais.

Entre os 14 aeroportos brasileiros mais movimentados, que fizeram parte do levantamento realizado pela Proteste Associação de Consumidores, apenas o do Recife foi classificado como “bom”, de acordo com a avaliação dos próprios passageiros. A pesquisa envolveu mais de 150 aeroportos de todo o mundo, sendo consideradas as respostas de 9 mil questionários enviados a pessoas de seis países: Brasil, Bélgica, Portugal, Espanha, França e Itália.

O aeroporto teve referência na revista inglesa Airports of The World, com uma reportagem de sete páginas. A matéria abordou a importância do Guararapes como um possível hub nordestino, exaltou aspectos arquitetônicos do terminal de passageiros e opções de compras e serviços à disposição dos usuários, além de divulgar o destino Recife para os leitores da publicação. O jornalista italiano Marco Finelli foi o autor da matéria que mostrou as belezas do Aeroporto pernambucano em diversas fotos feitas por ele mesmo e outras assinadas por Carlos Pantaleão, profissional da Comunicação Social da Infraero.

Aeroporto Internacional do Recife, Pernambuco, Brasil.jpg

O Recife já foi destaque na revista TAM Nas Nuvens e o aeroporto figura entre os cinco melhores do mundo. Além do terminal pernambucano, foram citados os aeroportos de Barajas (Madri), Franz Josef Staruss (Munique), Changi (Singapura) e Heathrow (Londres). De acordo com a publicação, esses locais fazem a viagem valer a pena antes mesmo do embarque. O terminal recifense foi destacado pela revista como “a arte de voar”, por ser um “espaço acolhedor dedicado aos artistas pernambucanos”. Um verdadeiro museu aeroportuário, onde é possível encontrar estátua do sociólogo Gilberto Freyre, feita por Abelardo da Hora, além dos painéis de personagens, como João Câmara, Gil Vicente, Pedro Frederico e José Cláudio, e de obras (mural e três estátuas) do artista Francisco Brennand.

O terminal também recebeu elogios do presidente da Infraero, que declarou sua intenção em o inscrever para servir como referência no Conselho Internacional de Aeroportos (ACI), entidade americana que correlaciona e compara aeroportos internacionais pela qualidade dos serviços prestados aos passageiros .