A Tradicional Missa do Vaqueiro na Cidade de Exu

 

 

A Festa acontece no Sertão de Pernambuco na cidade de Serrita .

 

 

A festa é um dos maiores espetáculos do calendário turístico do estado. Consta de uma missa celebrada a céu aberto, com os participantes montados a cavalo e vestidos com o tradicional gibão do vaqueiro nordestino. É uma homenagem ao vaqueiro Raimundo Jacó, assassinado misteriosamente em 1954. Além da missa, tem vaquejada, apresentações de espetáculos populares, feira de artesanato, cantoria, aboio, forró pé-de-serra e barracas com bebidas e comidas típicas.

HISTÓRIA DA MISSA DO VAQUEIRO

A missa do Vaqueiro tem sua origem no assassinato do vaqueiro RAIMUNDO JACÓ, morto traiçoeiramente nas caatingas do Sítio Lages no município de Serrita/PE.

Segundo a história Raimundo Jacó era um excelente vaqueiro. Quando aboiava seu canto atraia o gado para perto de si, assim como os apóstolos corriam ao encontro de Jesus. Era capaz de adivinhar onde dormia e comia cada cabeça de gado sob sua responsabilidade.

Raimundo e Miguel Lopes eram contratados de uma mesma fazenda, sendo Raimundo responsável pela quarda do rebanho do patrão e Miguel pelo rebanho da patroa. Entre eles ja havia uma rixa muito forte, pois Miguel sentia INVEJA das qualidades do seu companheiro.

No dia 08 de julho do ano de 1954, ambos partiram à procura de uma rês de estimado valor e famosa por suas astúcias animais. A rês pertencia a patroa e fora alcançada por Raimundo Jacó. Miguel chegou logo atraz de Jacó e se deparou com ele calmamente fumando o seu cigarro sentado perto do açude do sítio Lajes – Serrita – PE, a Rês amarrada e o seu fiel companheiro cachorro ao seu lado. vendo isso Miguel ficou bastante irritado e com muita inveja, Pegou uma pedra de regular tamanho e bateu fortemente na cabeça de Jacó. Naquele dia o sertão todo estremeceu de tristeza e de dor. Raimundo foi sepultado no local onde fora assassinado. Um fato que não poderia deixar de ser citado é que o seu amigo fiel cachorro acompanhou todo o trajeto do enterro. depois ficou ali até morrer de sede e de fome guardando o túmulo do seu amigo Raimundo Jacó. Quanto a Miguel Lopes Houve processo mas foi arquivado por falta de provas. Miguel dizendo-se inocente e nunca foi esclarecido o acidente.
Hoje, em todo o sertão, cresce o mito em torno do seu nome, consagrado como protótipo do vaqueiro, símbolo de dedicação e coragem.

E o tempo juntou o espírito místico do povo, aliado ao credo do homem à terra, transformando o local da tragédia em constantes romarias. Muitos afirmam que graças foram alcançadas, atribuindo os milagres ao mártir vaqueiro.

No ano de 1971, por iniciativa do Pe. João Câncio, apoiado pelo cantor Luiz Gonzaga – primo de Raimundo Jacó – e pelo poeta Pedro Bandeira, famoso repentista do Cariri, realizou-se a Primeira Missa no local em homenagem à Raimundo, bem como à figura do Vaqueiro Nordestino.

Em 1973, por iniciativa da Prefeitura do município de Serrita, foi erguida a estátua de Raimundo Jacó, esculpida por Jota Mildes, artista de Petrolina(PE).

Em 1974, foi construído o Parque Nacional do Vaqueiro e em outubro de mesmo ano, foi criada a Associação dos Vaqueiros do Alto Sertão.

A MISSA DO VAQUEIRO atualmente atrai Turistas do mundo inteiro durante o mês de julho e aponta no Calendário de Turismo, como o 2º maior Evento Turístico de estado de Pernambuco.

Veja como foi a Missa do Vaqueiro do de 2016

 
Data: terceiro domingo do mês de julho
Local: Parque Estadual do Vaqueiro – município de Serrita